sexta-feira, 3 de junho de 2011

"Da minha janela"





Vejo prédios, casas e curtiços.



Pessoas furiosas, apáticas, sensíveis e sensatas. elas são arrogantes em suas casas, não respeitam seus prédios, e se entregam ao prazer em seus curtiços. Vejo pessoas com dores incuráveis, com problemas inesplicáveis, outras arrojadas, preocupadas, exageradas. Vejo mulheres a espera de uma vida, vejo outras sem querer, fazendo essa pessoas sofrer, dando lixo pra ela viver. As casas com chaminé, seguranças de pé, sempre atentos ao que der e vier. curtiços cheios de gente, necessidade no batente, e lá vai elas atrás do que as sustente. Um caos que é presente nas vielas, avenidas e favelas do Jardins ao Tiradentes, todos iguais na mesma busca, na luta pela sobrevivência diária.




(nate)

12 comentários:

нєllєи Cαяoliиє disse...

nem sempre a visão que temos é linda e inigualável lá de fora,talvez não seja também tão linda dentro de nós,cabe a cada um pintar uma visão bonita :)
Lindo teus escritos viu?
Beijos

Gisley Scott disse...

Eu acredito que essa é a realidade não só dos bairros pobres como tb dos bairros ricos..Quando o foco da nossa existência é qquer coisa que nos satisfaça menos Deus, tudo é válido para essas pessoas embora as promessas de curta duração acabem deixando-as muito mais sedentas que antes.

Leo disse...

Quanta vida não pode haver numa janela, não? há janelas em nós, que sorriem ou choram.

Um beijo!!

Luciana disse...

Gostei do texto.
Nunca havia parado pra pensar
de quanta coisa se pode ver atraves de uma janela.

Voltarei + vezes.
abracos*

por Hope* disse...

Da minha janela também tanta coisa, que as vezes custo a acreditar...
Gostei da escrita, dos detalhes e da sobrevivência...
#vidasobrevida
Abç!

Everson Russo disse...

Quando abrimos nossa janela,,,nos salta aos olhos o infinito de um mundo cheio de opções,,,dor e amor....beijos de bom sábado pra ti querida.

Luna Sanchez disse...

Que bucólico, né?

Um beijo.

=)

Pedro Menuchelli disse...

Infelizmente o que a gente se vê da janela não é tudo que há dentro de alguém. Seria ótimo se pudessemos ver uma pessoa e saber tudo o que ela pensa e até mesmo o que ela sente. Muito bom seu texto!
Beijos

Fernand's disse...

tudo igual em qualquer cortiço... seja de palha ou de pedra!


=)

bjsmeus

Nina Pilar disse...

Nate querida, obrigada pela visita querida, volte sempre. aqui eu sempre venho, é uma das minhas paradas necessária...

vc que é um amor Nate

obrigada pela presença sempre querida amiga

é muito bom encontrá-la amiga

a intensidade esta no olhar (seu olhar que é intenso, verdadeiro), somos nos que aproximamos ou não tudo de nós.
e o olhar é seu. e eu gosto muito!

beijinhos sempre com muito carinho

Nina Pilar disse...

Nate, esta é uma visão do mundo...em algum momento sempre estamos de frente pra miseria humana, o que pode variar é a intensidade, a forma, e como são encaradas, dependendo do lugar, a visão é dantesca.infelizmente.
beijinho querida. ótimo texto...

Zélia Cunha disse...

Uma janela indiscreta pode revelar muitas coisas que às vezes não gostaríamos de olhar... Há muita vida lá fora, vida boa, vida má...
Tenha um lindo final de semana.
Bjs
Zelia